Quando confronta os documentos do discurso oficial com outros, de origem diversa…

115684652 3509114502452217 1736669638469768727 O.jpg

Quando confronta os documentos do discurso oficial com outros, de origem diversa, relativos à intervenção urbana determinada pela Exposição do Mundo Português, em 1949, Pedro Rito Nobre encontra perspectivas contraditórias: "A versão oficial apresentava Belém como um lugar não urbanizado e disponível para receber o certame – que por sua vez qualificaria esta zona. Ademais, defendia a necessidade e validade da demolição de algumas construções 𝘷𝘦𝘭𝘩𝘢𝘴 𝘦 𝘧𝘦𝘪𝘢𝘴, que afrontavam o Mosteiro dos Jerónimos e obstruíam a sua relação com o rio.
Mas ao averiguar as transformações ocorridas, deparámo-nos com uma realidade divergente daquele discurso. Por um lado, aquelas construções eram afinal o núcleo de onde emanava a urbanidade belenense – pela densidade populacional, pela concentração de imóveis com valências habitacionais, comerciais e de serviços e pela escala normal do edificado vernáculo –, complementando o carácter excepcional, aristocrata e erudito dos demais edifícios de Belém.
Por outro lado, a estrutura e o património desse núcleo materializavam um percurso histórico multissecular, que remontava ao século XVI, e que foi demolido entre 1939 e 1940 em cerca de metade da sua área – apesar do reconhecimento do seu efectivo valor patrimonial por parte dos responsáveis. Para além disso, esta operação revelou-se imediatista, na medida em que não perspectivou um plano para Belém após a Exposição – o que se tornou evidente com as décadas de abandono que se seguiram.
Assim, os decisores da EMP construíram uma história mitificada, não apenas omitindo os factos menos gloriosos do passado, mas também destruindo conscientemente a história real, através da demolição irreversível de património urbano belenense."

É também destas contradições que se fazem as #HistóriasdeBelém que lhe contamos na exposição Belém Demolir para Encenar, comissariada por Pedro Rito Nobre. A lotação do Padrão dos Descobrimentos é controlada e o uso de máscara obrigatório. Visite-nos, em segurança!

#padrãodosdescobrimentos #belémdemolirparaencenar


Ver artigo