O Perfumador "Árabe" (1896) é uma das maiores obras de cerâmica executadas por Bordalo Pinheiro. Foi…

93670710 2966092846784913 4927785853247291392 O.jpg

O Perfumador "Árabe" (1896) é uma das maiores obras de cerâmica executadas por Bordalo Pinheiro. Foi oferecida e dedicada ao Conselheiro Júlio de Vilhena, amigo do artista e administrador do Banco de Portugal, que adiou sucessivamente a cobrança de dívidas da Fábrica de Faianças das Caldas da Rainha, à época com graves problemas financeiros.
Partilhamo-lo neste domingo de Páscoa porque, curiosamente, a peça é decorada com micro-esculturas alusivas à Via Sacra, remetendo para as esculturas que Bordalo realizou para as Capelas do Buçaco. Simbolicamente, estas esculturas (representando Jesus a ser julgado por Pilatos e perante Herodes), bem como o leão que combate a serpente na tampa, podem referir-se à luta que Bordalo travou contra os credores agiotas para manter a fábrica a laborar.
Saiba mais em https://buff.ly/2y7JiJM





Ver artigo