Não posso adiar o amor para outro século não posso ainda que o grito sufoque na garganta ainda que o ódio e…

Não posso adiar o amor para outro século
não posso
ainda que o grito sufoque na garganta
ainda que o ódio estale e crepite e arda
sob as montanhas cinzentas
e montanhas cinzentas

Não posso adiar este braço
que é uma arma de dois gumes amor e ódio

Mais

Ver artigo