Mário Henrique Leiria (1923-1980) Mário Henrique Leiria nasceu em Lisboa, a 2 de janeiro de 1923. Foi um poet…

Mário Henrique Leiria (1923-1980)

Mário Henrique Leiria nasceu em Lisboa, a 2 de janeiro de 1923. Foi um poeta, pintor e uma personalidade ímpar do Surrealismo português. Fez parte do grupo “Os Surrealistas”, ao lado de Mário Cesariny, António Maria Lisboa, Cruzeiro Seixas, Pedro Oom, entre outros, e participou em 1949 na primeira exposição do grupo na sala de projecções da Pathé Baby.
Escreve e ilustra, entre 1949 e 1951, com colagens e desenhos, os livros “Climas ortopédicos” “Pas pour Les Parents” e “Claridade Dada Pelo Tempo”.
Partiu para o Brasil, em 1961, onde permaneceu até 1970, ano em que regressou bastante doente a Portugal. Publicou “Contos do Gin-Tónico”, em 1973, e em 1974 e 1975, respetivamente, “Imagem Devolvida: Poema-Mito” e “Casos de Direito Galáctico”, que contaram com desenhos de Cruzeiro Seixas.
Participou em 1976, na Exposição Mundial Surrealista de Chicago, organizada por Franklin Rosemont, e em 1978, Cruzeiro Seixas organizou e reuniu grande parte da sua obra numa Exposição-Homenagem, na Junta de Turismo da Costa do Sol, no Estoril.
Mário Henrique Leiria faleceu a 9 de janeiro de 1980, em Cascais.

Hoje, apresentamos a obra de Mário Henrique Leiria intitulada "Elipoforme Lupulico", de [1948], da coleção da Fundação Cupertino de Miranda

#FundaçãoCupertinodeMiranda #centroPortuguêsdoSurrealismo #Museu #MárioHenriqueLeiria


Ver artigo