Fernando Lemos (1926-2019) Das mãos de Fernando Lemos nasceram livros e uma editora de literatura infantil, m…

79864123 2627109930659702 1638763618105294848 O.jpg

Fernando Lemos (1926-2019)

Das mãos de Fernando Lemos nasceram livros e uma editora de literatura infantil, muitas ilustrações, cartazes, azulejos, cerâmicas, murais, tapeçarias, estampas para tecidos, decoração de pavilhões… Para além de artista e poeta, foi professor e presidente da Associação Brasileira de Design Industrial. Em todos os suportes, aliou a arte e o design, a poesia e a cor, aplicou a linguagem da abstração geométrica, usou a fotografia e expressou o seu pensamento livre. Na base, sempre o desenho, como gostava de referir. Qualquer tentativa de o definir reduz a sua riqueza e multiplicidade.

Este ano, o MUDE organizou a primeira exposição especialmente dedicada à sua obra enquanto designer e artista gráfico. Exposição e catálogo revelaram mais de 65 anos de pensamento, escrita, desenho e criatividade ao serviço da comunicação visual, dando a conhecer a todos a obra de um homem de múltiplos talentos e interesses.
A exposição em Lisboa foi um lugar de encontros, de alegria, de criatividade, de reconhecimento e de celebração.

É assim que recordaremos sempre o homem para quem “design é uma ideia que ganha forma específica de conteúdo. É o desígnio de uma ideia.” (Lemos, 2019).





Ver artigo