Faleceu a atriz Carmen Dolores, democrata e figura ímpar da cultura e das artes. A carreira brilhante, cedo in…

Faleceu a atriz Carmen Dolores, democrata e figura ímpar da cultura e das artes. A carreira brilhante, cedo iniciada na Rádio Clube Português, passou pelo cinema, teatro e televisão. Com apenas 21 anos, em 1945, aderiu ao Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas, organização feminista de defesa dos direitos sociais e políticos das mulheres, encerrada pelo regime do Estado Novo em 1947.

Carmen Dolores foi uma das fundadoras do Teatro Moderno de Lisboa, que levou à cena novas encenações de peças de autores consagrados como Dostoiévski, Shakespeare, Strindberg ou Cardoso Pires.

"O 25 de Abril foi sentido como uma vitória. A liberdade de expressão e o fim da censura foram vitórias. Era isso que nós queríamos, era por isso que nós lutávamos.", disse Carmen Dolores em entrevista publicada na revista Sinais de Sena, em 2009 (https://revistas.rcaap.pt/sdc/issue/view/766).

O Museu do Aljube lamenta a morte de Carmen Dolores. À família e amigos, endereçamos sentidas condolências.


Ver artigo